História

História de Palmeira do Piauí

História

Palmeira do Piauí Piauí - PI 

Histórico 
Em 1898, chegavam à localidade de Brejo Novo, onde hoje está encravada a Sede do Município de Palmeira do Piauí, procedentes de Picos, Miguel, Antônio João, José Pinheiro de Araújo, Simão Borges e Antônio Pinheiro de Oliveira, que passaram a explorar as terras, sob a forma de condomínio. 
Tres anos depois, com a valorização da borracha de maniçoba, existente em abundância, grande número de cearenses e pernambucanos, visando sua exploração, afluíram para o local, muito contribuindo para o desenvolvimento. 
No ano de 1921, foi doada uma área de terra, onde se edificou uma capela, em homenagem a Nossa Senhora das Mercês. 
Na grande seca de 1932, com a chegada de emigrantes da Paraíba e Norte do Piauí, a localidade experimentou novo surto de progresso, culminado com sua elevação a povoado, com o nome de Palmeira. A criação do Município só aconteceu em 1962. 
Em face de sucessivos equívocos com o Município de Palmeiras, o topônimo foi mudado para Palmeira do Piauí, em 1973. 
Gentílico: palmeirino 

Formação Administrativa 
Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Palmeira, pela lei estadual nº 2279, de 09-07-1962 , desmembrado de Cristino Castro e Uruçui. Sede no atual distrito de Palmeira ex-povoado. Constituído do distrito sede. Instalado em 25-11-1962. 
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído do distrito sede. 
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 31-XII-1968. 
Pela lei estadual nº 3209, de 06-07-1973, o município de Palmeira teve sua denominação alterado, para Palmeira do Piauí. 
Em divisão territorial datada de I-I-1979, o município é constituído do distrito sede. 
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005. 
Alteração toponímica municipal 
Palmeira para Palmeira do Piauí alterado, pela lei estadual nº 3209, de 06-07-1973.